Publicado em: 17 de fevereiro de 2016
O Brasil possui 607 mil presos e ocupa a posição de quarta maior população carcerária do mundo. Estas centenas de milhares de pessoas contam com apenas 449 clínicos gerais, o que significa um médico para cada 1,3 mil detentos em todo o país.

Estes são alguns dos dados do Ministério da Justiça compilados no informativo “Os números da Justiça Criminal no Brasil”, produzido pela Rede Justiça Criminal, coletivo de organizações da sociedade civil da qual a Conectas faz parte.

A publicação é composta por análises que contemplam diversos aspectos do conjunto de informações sobre justiça criminal. Especialistas convidados realizam desde abordagens comparadas a artigos tematizando o número de mortes no sistema prisional e a omissão de dados relativos ao cárcere feminino.

Além das mazelas já conhecidas, como superlotação, tortura e falta de acesso à justiça, alimentação adequada e saúde, os peritos concluem que o sistema prisional está marcado por um grave déficit na produção e análise de dados.

Leia aqui a publicação.

Fonte: Conectas 

Deixe uma resposta